Cultura

O Funge

O Funge ou Pirão, é um acompanhamento muito comum na gastronomia angolana tradicionalmente servido com pratos que tenham molhos, como a famosa Moamba de galinha, carne seca, Calulu de peixe e cabidela. O funge pode ser confessionado com a fubá de milho e de mandioca(Bombó). A fubá de milho é mais consumida na parte Sul de Angola, cuja farinha é de cor amarela ou branca.

O Café de Angola

O café já foi um dos principais impulsionadores da economia angolana, logo atrás do petróleo. Os seus melhores anos de produção no século passado, levaram Angola ao topo dos países produtores e exportadores de café a nível mundial.

Hoje, encontra-se em franca recuperação, podendo ser a chave para a dinamização e diversificação da economia angolana. O café angolano, robusta e arábica, destaca-se entre os melhores do mundo pelo seu aroma e qualidade.

O café é um dos produtos mais consumidos em todo o mundo, pela dimensão desta indústria, pelo valor de receitas gerados e pelos milhões de empregos. Este sector, por si acaba por impulsionar a economia tanto dos países produtores como dos países que compram o café para o transformar.

Os Quitutes da Terra

O bombó, a ginguba, a banana-pão e o milho assado são alguns dos famosos quitutes (iguarias) da terra, consumidos em varias ocasiões, sobretudo festivas.

Feijão com Óleo de Palma

O Feijão com óleo de palma é um dos alimentos típicos de Angola. Sua alta ingestão calórica, facilidade de preparo e preço econômico fizeram-no uma das bases da gastronomia nacional.

É consumido em todas as províncias do país desde o período colonial. Em Luanda e nas cidades próxima da costa é normalmente servido com peixe grelhado fresco; enquanto nas províncias do interior que não têm mar, geralmente é acompanhado por funge de milho ou bombó.

Um prato tradicionalmente que tem que experimentar sempre que visitar Angola pela primeira vez.

A Muamba de Peixe ou Galinha

A Muamba de Peixe ou de galinha é um dos pratos típicos de Angola. É originalmente luandense, muito consumido e apreciado por quem visita o nosso País. É um dos pratos mais procurados na gastronomia angolana.