João Lourenço inicia segundo mandato como Presidente da República

 In Celebrações, Politics

O Presidente da República, João Lourenço, iniciou, esta quinta-feira, o segundo mandato de cinco anos à frente dos destinos do Estado angolano.

Na cerimónia de investidura, jurou, por sua honra desempenhar com toda a dedicação as funções de que foi investido, cumprir e fazer cumprir a Constituição da República e as leis do país.

Com a mão direita sobre a Constituição da República, jurou defender a independência, a soberania, a unidade da Nação e a integridade territorial do país.

No juramento, João Lourenço prometeu defender a paz, a democracia, promover a estabilidade, o bem-estar e o progresso social de todos os angolanos.

No momento seguinte, João Lourenço assinou o termo de posse e os respectivos termos individuais, ratificados pela presidente do Tribunal Constitucional, Laurinda Cardoso.

Os mesmos procedimentos foram observados para a investidura da Vice-presidente eleita, Esperança Costa.

Nos termos da Constituição, o Presidente da República é o Chefe de Estado, o Titular do Poder Político e Comandante-em-Chefe das Forças Armadas Angolanas.

Na qualidade de cabeça-de-lista do MPLA, João Lourenço, de 68 anos de idade, foi reeleito ao cargo nas eleições gerais de 24 de Agosto passado.

Vice-presidente da República

Na mesma cerimónia de investidura, que iniciou com a execução do Hino Nacional, tomou, igualmente posse, a Vice-Presidente da República, Esperança da Costa.

Esperança da Costa foi a número dois da lista, pelo cículo nacional, pelo partido MPLA, o mais votado nas eleições gerais de 24 de Agosto.

Com a mão direita aposta sobre a Constituição da República, a Vice-presidente cumpriu o mesmo juramento que o Presidente da República.

A Constituição refere que o Vice-presidente da República é um órgão auxiliar do Presidente da República no exercício da função executiva.

Estão presentes na cerimónia de investidura, os chefes de Estado de Portugal, Marcelo de Sousa, da Guiné-Bissau, Umaro Embaló, da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang, da Namibia, Hage Geingob, e do Zimbabwe, Emmerson Mnangagwa.

Também marcam presença no acto, os Presidentes do Congo, Dennis Sassou Nguessou, de Cabo Verde, José Maria Neves, de São Tomé e Príncipe, Carlos Vila Nova.

Estão igualmente na Praça da República, o presidente da Comissão da União Africana, Moussa Faki, representante da Conferência Internacional sobre a Região dos Grandes Lagos (CIRGL), Gilberto Veríssimo, e o vice-presidente do Burundi, Prosper Bazombanza, entre outros convidados estrangeiros.

O MPLA e o seu candidato a Presidente da República, João Lourenço, venceram as quintas eleições de Angola, depois das realizadas em 1992, 2008, 2012 e 2017, com 51,17 por cento dos votos válidos, elegendo 124 deputados à Assembleia Nacional.

No total, o MPLA obteve três milhões 209 mil 429 votos válidos, segundo os dados definitivos divulgados pela Comissão Nacional Eleitoral (CNE) e validados pelo Tribunal Constitucional.

Recent Posts

Start typing and press Enter to search

Translate »