Colhidas no Andulo mais de 70 mil toneladas de fruta

 In Economy

Os produtores do município do Andulo, província do Bié, colhem, anualmente, mais de 70 mil toneladas de fruta, essencialmente a banana, que é muito produzida, pelas excelentes condições climatéricas que a região possui, propícias para o desenvolvimento da produção desse fruto e de citrinos, além de outros proveitos agrícolas que atraem já grandes investimentos.

O director municipal da Agricultura, Pecuária e Pescas, Florindo Silas, sublinhou que as condições climáticas favoreceram já o aumento dos campos cultivados e a produção deste ano. Segundo o responsável, outro factor que contribuiu no incremento da produção é a vontade de muitos produtores da região migrarem da agricultura tradicional para a comercial, que viabiliza a colheita de toneladas de fruta, essencialmente citrinos, banana e abacaxi.

Florindo Silas sublinhou  que, diariamente, vários camiões saem do Andulo carregados com banana e diversos produtos cultivados pelas comunidades camponesas locais, como feijão, soja, milho, café arábica e hortaliças. O município do Andulo é também rico na produção de milho, feijão, ervilha, batata-doce e rena, mandioca, abóbora e inhame.

O município conta com mais de 50 mil pequenos produtores e dez associações. O resultado da produção local é comercializado na província do Moxico, pelas facilidades de transportação do Caminho-de-Ferro de Benguela (CFB) e, também, tem como destino de excelência as províncias de Luanda, Cuando Cubango e Cuanza-Sul.

Preços acessíveis

A banana e o abacaxi são produtos abundantes na região e, quando não aproveitados na devida altura, deterioram-se e têm acarretado prejuízos aos produtores. Contudo, durante a fase do pico um cacho de banana custa menos de mil kwanzas.

O valor é ínfimo, mas para os produtores “mais vale ganhar pouco, que nada”, disse António Francisco, que aconselha as autoridades a fazerem mais, para que os empresários criem condições capazes de transformar a fruta num dos pontos da província do Bié, para evitar desperdícios.

Ainda assim, as famílias camponesas do Andulo apostam na expansão do cultivo da banana, porque olham para esse bem como um dos produtos que garantem  maior rendimento, além de ser dos mais procurados no mercado.

O director municipal da Agricultura, Pecuária e Pescas do Andulo declarou que a aposta na produção da banana vai devolver esperança aos produtores, tendo em conta o peso que o produto tem na dieta alimentar da população.

“O cultivo da banana não requer muita técnica, como acontece com outras culturas, e é um alimento que, apesar de ser perecível, tem muita saída no mercado”, sublinhou Florindo Silas, que, também, admitiu estarem em curso apoios para os que pretendem produzir banana.

“Aproveitamos esta oportunidade para lançar um apelo aos empresários interessados em investir, não só na produção da banana, mas em outras culturas, que o façam sem demora”, apelou.

Recent Posts

Start typing and press Enter to search

Translate »